sábado, 24 de julho de 2010

Saudades de minha terra, já...

Espetáculo Domdeandar. Créditos: UFSJ

"Eu vou partir...Eu vou deixar esse lugar...Por um outro lugar...Se o meu destino é partir não é ficar...Tenho de caminhar"

A cidade de São João del-Rei vive, em julho, um de seus momentos mais intensos culturalmente. A Princesa d’ Oeste se enche de magia nos espetáculos teatrais, nas apresentações musicais, nos shows que trazem, ao povo são-joanense e aos turistas, alegria e irreverência.
Recebemos pessoas, das mais variadas cidades do país e também do exterior, que se encantam, não somente por causa do nosso conjunto arquitetônico, mas também pela arte e cultura entranhadas no cotidiano dos são-joanenses. Não há distinção de raça, sexo, faixa etária ou classe social: o Inverno Cultural é para todos os necessitam beber da cultura, mais ainda, da cultura do povo das Minas Gerais plantada nestas terras dos Campos das Vertentes.
Por ora, já fica a saudade que bate em mim, pois, pelos menos por alguns anos ficarei ausente deste, que com certeza é um dos eventos mais atraentes em minha d’ El Rey. Foram vários anos de paticipação intensa no Inverno Cultural, seja como expectador, seja como monitor das oficinas de artes cênicas quando era aluno da Universidade Federal de São João del-Rei. Lembro-me das filas intermináveis que enfrentava para não deixar de assistir ao Grupo Galpão ou à Denise Stoklos, com o seu espetáculo “O Calendário da Pedra”, o som dos Barbatuques, à palhaça Felyscia, ao Teatro do Nada, aos concertos em nosso centenário Teatro Municipal, o teatro de rua com grupos de atores locais etc. Quando monitor, lembro-me da correria para deixar tudo na mais perfeita ordem durante os espetáculos, da hospitalidade com que tínhamos que receber os atores, cantores e artistas em geral etc.
Lembro-me dos amigos que guardavam lugar para mim quando chegava atrasado, das noites pós-eventos nos bares aconhegantes de minha terra, dos petiscos saborosos, dos pratos tão bem preparados, das amizades que nasceram do Inverno Cultural. Bom, melhor não citar nomes, pois foram tantas as pessoas que conheci, por estas terras, em virtude do festival, que poderia cometer o “pecado” de me esquecer de algumas delas. Mas foram amizades verdadeiras, outras apenas passageiras, que ficarão gravadas em minha memória!
Realmente, como dizia meu conterrâneo, o jornalista Otto Lara Rezende, “Quem quiser descrever o universo tem que falar de sua própria aldeia. E minha alma é formada por sinos, igrejas barrocas e as imagens de infância em São João del-Rey”! E eu acrescento: imagens da infância, da adolescência, juventude e por aí vai! E por aí eu vou!

5 comentários:

  1. Com certeza, Paulo, São João del-Rei nos brinda todos os anos com esse espetáculo que é o Inverno Cultural. Shows, mostras, espetáculos, oficinas tomam as ruas, palcos, teatros dessa histórica cidade mineira para levar a habitantes e visitantes a mágica da cultura e da arte.
    Espero aproveitar todos os anos!
    Abç

    ResponderExcluir
  2. É senhor Paulo! A verdade na vida é essa: a gente cresce e deixa para trás coisas, lugares e pessoas as quais tanto amamos! Mas, o que é bonito na vida é isso, a memória de tudo aquilo que foi (e continuará sendo) importante sempre estará presente intrinsecamente no nosso corpo e até mesmo nos nossos atos.
    Do mais, meu caro, torço para que o Inverno Cultural de São João del-Rei, possa perpetuar por muitos e muitos anos, para que os jovens, que estão vindo por aí, tenham a oportunidade de saborear um pouco dessa maravilhosa cultura!

    Grande abraço!
    Boa sorte nesta nova fase de sua vida!

    ResponderExcluir
  3. Muito sucesso nessa nova fase amigo, você sabe o quanto torço por você. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Paulo!!
    Suas palavras caíram como "luva" para mim, que estou tão perto e, ao mesmo tempo, ausente do Inverno Cultural, pela primeira vez!! Não gosto nem de pensar muito, é uma delícia mesmo São João nesta época. Não gostava de perder nada.
    Mas a gente supera!! rsrsrs Faz parte da vida!
    Boa sorte pra vc, que seu futuro lhe guarde coisas tão encantadoras quanto nossa cidade!! rs
    Beijão, tudo de bom!

    ResponderExcluir
  5. Juliana/Carioca06 agosto, 2011

    Muito bacana, Paulo!
    Apesar de não ser de SJDR tenho um carinho muito grande pela cidade, afinal, meus pais são daqui e meus melhores amigos também. Assim como você, guardo muitas lembranças boas, e várias delas são do mês de Julho, no melhor envento da cidade que é o Inverno Cultural!
    Espero poder curtir muitos outros que virão...

    "Eu vou partir...Eu vou deixar esse lugar...Por um outro lugar...Se o meu destino é partir não é ficar...Tenho de caminhar"
    E nesse caminhar...Levarei as melhores lembranças e amizades que fiz!

    Beijos, querido!

    ResponderExcluir

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção "comentar anônimo" mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....