domingo, 21 de novembro de 2010

Destino: Pirenópolis

“Pra não dizer que não falei (escrevo) de flores”, hoje quero falar de minha ida à Pirenópolis, cidade encravada no estado de Goiás, ou melhor, para os brasilienses, “no Goiás”!
Segunda, dia 15 de novembro de 2010, depois de dois meses na capital federal, fiz minha primeira viagem para fora das Minas Gerais e para dentro do centro-oeste brasileiro. E melhor: fui dirigindo! Esperava encontrar rodovias “retilíneas ao longe” como ouvia falar, mas minha geografia está desatualizada e no Goiás tem morro sim senhor! Tem cachoeira sim senhor, e das mais lindas, como pude ver em Salto Corumbá!
Pirenópolis foi fundada no início do século XVIII, e por isso preserva seu casario colonial, arquitetura bem distinta do barroco mineiro. Suas igrejas não têm a exuberância das igrejas são-joanenses, mas guardam também resquícios da busca pelo ouro, da luta pela libertação da escravidão... busca pela sua identidade. Guarda também a tradição religiosa trazida pelos portugueses expressada principalmente nas “cavalhadas” que acontecem na festa do Divino, como relatado por uma senhora, em Pirenópolis, daquelas pessoas que lutam sozinhas pela preservação memorial de suas raízes.
Almoço no “fogão à lenha”, como nas minhas minas, artesanato que me remete à cidade de Resende Costa com seus teares e fabricação quase que manual. Lembra-me muito mais pelo produto acabado do que pela produção, pois não ouvi dizer que por ali tivessem o hábito de usar o tear ou qualquer coisa parecida.
Como parte do patrimônio histórico nacional, o estado de Goiás está de parabéns pela aconchegante cidade, que ganha ainda mais exuberância por causa de suas belezas naturais encravadas no centro histórico da cidade, melhor dizendo, a cidade encravada nas belezas naturais do centro-oeste brasileiro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção "comentar anônimo" mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....