sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Porque participarei do "Fora Nivaldo" | Eleições 2012


O movimento apartidário Fora Nivaldo vem ganhando forças nas redes sociais. Ele será realizado na cidade de São João del-Rei, dia 29/09/2012 a partir das 13:00 na Praça da Estação, seguindo até a sede do poder executivo municipal como uma manifestação contra a atual administração. Segue abaixo trecho de um texto produzido por um aluno da Universidade Federal de São João del-Rei:

PORQUE PARTICIPAREI DO "FORA NIVALDO"
Por André Luan*

"O pretexto do "ataque a UFSJ" não possui relação direta com o Movimento Fora Nivaldo. Ambos foram programados por diferentes lideranças. São duas coisas distintas.

O ato em defesa da UFSJ representa certo provincianismo às avessas. Com um tom de autoridade de que 'sem a universidade a cidade não é nada", "veja o quanto que estudantes contribuem para a economia" reforça ainda mais a distinção entre intelectuais e povo em São João del-Rei. Reforça também uma prática conservadora, de uso da Universidade em causa própria por determinado grupo político.

No entanto, isso não impede a formação de um movimento que pode contribuir para algo que seja construído para além das eleições. Um movimento que pode fazer uma análise e uma ação que desconstrua práticas enraizadas do atual prefeito. Ou seja, ele contribui para limpar um campo político e detectar quem é ou não é nivaldista a partir de um adversário único.

O Movimento Fora Nivaldo está em plena construção. Se existem dois Nivaldos que disputam as atuais eleições, esse campo político permite identificar em candidatos que reforçam tais práticas na cidade. E, sabemos que um deles, em termos eleitorais, é mais "inofensivo" que o outro. Por isso não entendo o espanto de dizer quem realmente é o sr. Prefeito e suas práticas a partir de um Movimento criado por membros da sociedade civil sanjoanense. Sua existência é legítima.

Apoio esse movimento porque é importante no momento desvelarmos uma aliança conservadora que se formou na cidade com o grupo político mais atrasado, a tucanada braba que vendeu mais da metade do país e reforçou sua condição dependente. Bater no Nivaldo significa acabar com a política de repressão de Aécio e Anastasia em Minas, inimigo maior dos movimentos sociais, das ocupações urbanas, das lutas contra o encarceramento de pobres à revelia, à censura, etc.

Se o contexto de seu surgimento é o momento eleitoral, isso pouco interessa. O que interessa é sua permanência, suas discussões e suas ações em defesa do uso da cidade pelas maiorias.

Não detectar um inimigo mais claro e objetivo é cometer um crime político contra a população local. Dizer que não é possível acumular taticamente com um campo que pode até votar no candidato petista, mas que identifica uma aliança conservadora ainda maior, é dizer as maiorias que queremos a manutenção do atual candidato a prefeito, reforçando uma indiferença na política atual."

* André Luan – estudante de História pela Universidade Federal de São João del-Rei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção "comentar anônimo" mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....