sábado, 2 de julho de 2016

Por que contribuir para a Jornada pela democracia?

Eu vi gente criticando as doações pra vaquinha pra pagar a viagem da Dilma com uns argumentos MUITO estranhos, então senta aqui, galera. Vamos conversar.

Se você disser "imagina quantos orfanatos dava pra ajudar com esse dinheiro" está usando um argumento muito frágil porque está colocando a ideia de caridade no lugar de políticas públicas de inclusão. Eu não tô doando dinheiro pra Dilma viajar porque eu tô com dózinha dela e acho que ela precisa. Eu tô dando dinheiro porque eu sei que o que aconteceu foi um golpe de estado da direita para se opor às investigações de corrupção (sobre as quais eu não vou falar aqui agora) e às políticas públicas de inclusão. Eu sei que essas pessoas que estão no governo interino-golpista se opõem à expansão do Bolsa Família, ao SUS (!!!!), ao ProUni, ao Fies, à política de cotas de acesso às universidades, ao Minha Casa Minha Vida. E que se opor a esses programas é perpetuar a pobreza e a exclusão social no Brasil.

Eu não quero fazer caridade porque eu sei que caridade é um gesto impotente e meio colonialista. Eu quero garantir DIREITOS pras pessoas que estão excluídas, para que elas não dependam da boa vontade de quem doa. Quero inclusão de verdade. Quero a garantia de que NINGUÉM vai passar fome porque existem programas de distribuição de renda. Quero acesso universal a saúde e educação. Quero que as pessoas tenham moradia. E esse tipo de inclusão se faz através da política, e não com doações.

A doação coloca quem recebe em posição de subordinação e perpetua a exclusão e a hierarquia social. O direito conquistado pelas pessoas excluídas dá cidadania e poder de ação, não depende de relação de dominação e gratidão.

Eu não tô falando que não é pra fazer caridade. Eu tô falando que ela não substitui a atuação política se quisermos um Estado mais igualitário. E que é, também, pelas crianças do orfanato que queremos conter o avanço da direita. Pra que elas possam chegar à universidade um dia. Pra que tenham acesso a saúde. Pra que tenham garantia de que nunca morrerão de fome. Pra que tenham DIREITOS.


Por Júlia Lery, jornalista (BH).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. Portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.

Por ser muito antigo, o quadro de comentários do blog ainda apresenta a opção "comentar anônimo" mas, com a mudança na legislação,

....... NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS....