quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Prefeito Helvécio presta contas ao povo de São João del-Rei

Vice-prefeita e prefeito de São João del-Rei. Fonte: facebook

"Foi um ano muito difícil. Por volta de março e abril, achei que não daria conta. Muitos problemas, muito mais do que podia imaginar que encontraria. Sem equipamento, frota detonada, funcionários desmotivados, estruturas sucateadas, esquemas, dívidas, problemas pela cidade inteira. Eu achei que fosse um herói, daqueles que solucionaria tudo num passe de mágica, mas descobri que eu não faço mágica nem milagres. Infelizmente, descobri isso da forma mais dura possível: dentro de minha própria casa, ao sentir minha família sofrendo com críticas tão prematuras, algumas não me pouparam nos três ou seis meses depois de ter assumido. Cheguei a achar que (a)fundei a cidade.  Enfrento parte da mídia que insiste em apostar no que é pior para a cidade e não tem tido a mesma generosidade que tive com ela ao estender-lhe a mão. Mesmo quando a notícia para a cidade é boa, essa parte da mídia tenta confundir ou mascarar o benefício. Tudo bem! Faz parte.

Não sou responsável por 20 anos de desmanche, desmando e muitas outras coisas muito piores. Coração mais tranquilo, tenho consciência do que meus eleitores esperam de mim e não vou decepcioná-los. Talvez as linhas sejam tortas, mas o alvo é muito claro para mim. Já acumulo mais de R$ 180 milhões de investimento para São João del-Rei nos próximos anos. Desafio o governo municipal que tenha conseguido tanto num único ano. Muitas viagens. Muita conversa. Muitas parcerias no Governo Federal e no Governo Estadual. Tem muita gente disposta a ajudar. Ainda bem! Ficou menos difícil carregar o fardo. Vamos fazer as mudanças que o povo espera de mim, mineiramente, sem estardalhaço, sem confusão. O Governo sofre das mesmas imperfeições de todo humano. Vamos conquistar as pessoas de bem. Vou arrumar o esgoto da cidade inteira. Não haverá esgoto nos córregos. Nossa cidade ficará limpa e cheirosa para morar. A Vila Belisário será arrumada e será a primeira assim que concluirmos com a Caixa a licitação do saneamento. Aliás, os condomínios da cidade é um capítulo especial que se soma aos problemas que encontrei. Asfaltamento mal feito, redes de água, esgoto e pluvial precárias, planejamento deficiente. Tem loteamento autorizado em área inundável?! Dá pra aceitar um negócio desses?   
        
A água é outro projeto prioritário que ainda precisa de recursos para a sua solução. Se a cidade foi asfaltada - e poderia ter sido calçamento - que ajudaria muito os moradores das partes mais baixas da cidade a sofrerem menos com as chuvas, o que está debaixo do asfalto está praticamente podre. E, se não houver investimentos sérios e permanentes daqui para frente, não vamos resolver os problemas de falta de água e de esgoto estourado e a céu aberto pela cidade. Sem estes investimentos, a tendência é só piorar o fornecimento de água e o serviço de esgotamento. Encontrei ruas na cidade asfaltadas, mas que não tem rede de água nem esgoto. Se alguém achar alguma rede de água pluvial na cidade, ganha um doce. O que fizemos nas estradas da zona rural, foi um arremedo. Se milagre podia ser feito, acho que nossa única patrol e seu operador fizeram. Máquina dos anos 70 rodou ininterruptamente em 2013, depois de um ano e meio com o motor fundido e seu sistema hidráulico ter ido pro saco. E haja reza pra que isso pudesse acontecer. Lagoa Dourada é muito menor que São João del-Rei e tem três patrol: ganhou uma do governo federal nesta semana. Chegou a nossa segunda patrol às vésperas do Natal. Papai Noel existe!!! E vamos comprar mais. Aliás, os funcionários fiquem tranquilos que pagamos o décimo terceiro deste ano para o DAMAE, embora tenhamos comprado uma retro, uma kombi, um gol e duas motos para o órgão. Há 32 anos, o DAMAE não comprava uma máquina. Segundo os próprios funcionários, a justificativa que se dava antes é que não se podia comprar porque não sobrariam recursos para pagar o décimo terceiro. Mito?!".
                                                                                                                   
Por Helvécio Luiz Reis, prefeito municipal de São João del-Rei, a Princesa d'Oeste!